10 de jan de 2012

Os efeitos do álcool durante a gestação

Bom dia futuras mamys!!
Está claro que o álcool é prejudicial ao bebê, mas em que quantidade?..existe uma quantidade segura que a gestante possa beber?...existem bebidas que prejudiquem menos ou mais?...apenas no primeiro trimestre que está proibido ingerir álcool?
O Ministério da Saúde aconselha que mulheres grávidas não bebam nada de álcool durante a gestação. Há médicos mais flexíveis e permitem que suas pacientes tomem, em ocasiões especiais, uma taça de vinho, um drinque ou um copo de cerveja.
A verdade é que os especialistas não sabem ao certo quanto o consumo de álcool pode ser prejudicial ao feto, mas está claro que prejudica sim e muito ao bebê, por isso vale o bom senso e a prevenção, beber na gravidez NÃO!


O álcool é uma substância de livre passagem pela placenta, consequentemente, de livre passagem para o feto. Não importa a quantidade, um golinho apenas já é o suficiente para entrar em contato com o bebê. E o mais perigoso é que o fígado do bebê metaboliza o álcool 2 vezes mais lentamente que o fígado da mãe, isto é, fica mais tempo no organismo do feto, isso quando o bebê já está formado, durante os 3 primeiros meses que o feto está em formação, se for ingerido álcool, o feto corre sério risco de malformação!
Por isso futuras mamys, fiquem atentas e sejam conscientes!!
Os prejuízos causados pelo álcool vai desde retardo mental, psicomotor, parto prematuro, bebê com baixo peso e o pior de todos, síndrome de alcoolismo fetal, que se caracteriza por microcefalia (diminuição do tamanho do cérebro), retardo mental, neuropsicomotor e intelectual, distúrbios de comportamento, malformações na face, malformação cardíaca, pés tortos e maior taxa de mortalidade fetal.
Por isso mamys, não bebam durante os nove meses, o seu baby corre sério risco!!



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada pelo seu comentário!